sábado, 29 de agosto de 2009

Últimas informações sobre a revolta em Cururupu

Por Ciro Rodrigues, Conselheiro Estadual de Juventude

Fuga de 25 presos, um carcereiro atingido por um tiro, viaturas danificadas e avarias no prédio. Este é o resultado parcial do confronto entre policias e centenas de moradores de Cururupu, que tentaram invadir a delegacia do município para linchar Carlos Coelho Fonseca, 36, suspeito de assassinar o lavrador José Mariano Monteiro, 50.
Indignados com o crime, logo no início da tarde, os manifestantes tentaram fazer justiça com as próprias mãos.


O confronto durou cerca de 30 minutos e começou logo que a polícia impediu a entrada dos manifestantes na delegacia. As pessoas se revoltaram e começaram a apedrejar o prédio. As pedras atingiram ainda as viaturas estacionadas no local.


Reforços foram solicitados e policiais das cidades vizinhas encaminhados para o local. O Grupo Tático Aéreo (GTA) também foi deslocado. A polícia usou bombas de gás e disparou vários tiros para cima, a fim de conter a população e evitar o linchamento.

Aproveitando-se da confusão, os 25 detentos da delegacia fugiram. Mais policias foram enviados à cidade para recapturar os fugitivos e fazer a transferência de Carlos Coelho Fonseca para São Luís. A Secretaria de Estado de Segurança Pública informou que faria um levantamento mais detalhado dos estragos e divulgaria o relatório, fato que aconteceria ainda nessa sexta-feira.
Para sair da delegacia, Carlos Coelho Fonseca foi vestido com uma farda da Força Tática da Polícia Militar. A ira maior das pessoas que participaram da depredação da delegacia foi quando descobriram que tinham sido enganadas pela polícia.

Dos 25 presos, cinco foram recapturados e dez pessoas que participaram dos atos de vandalismo foram detidas. Esta é a oitava vez que moradores do interior do Maranhão promovem cenas de vandalismo. Em menos de um ano, dez prédios públicos foram destruídos no estado.
Há dois meses a delegacia de Serrano, a 30 quilômetros de Cururupu, foi alvo da selvageria de moradores. É lamentavel a falta de segurança em nosso estado, e ao amigos de Cururupu minhas condolência

Um comentário:

  1. e uma vergonha esse maranhão kd a roseana,vamos trabalha cutri.fazer valer o salario que reseb camarada. e não e só em cururupu não em todas as cidades do maranhão ta essa vergonha,sera que eles tão com medo de manda prende os bandidos logo pq bandido também vota e as eleiçãoisesta vindo ai.

    ResponderExcluir