sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Roseana Sarney abandona o consórcio turístico Rota das Emoções


A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, ainda não formalizou, mas já teria avisado informalmente aos seus colegas do Piauí, Wellington Dias, e do Ceará, Cid Gomes, que não é mais interesse do seu Estado integrar o consórcio Integrado de Turismo, a chamada Rota das Emoções.

O consórcio foi criado em 2007 pelos governadores do Ceará, Piauí e Maranhão, quando Jackson Lago era o governador maranhense e já àquele período era criticado pela então senadora Roseana Sarney que não considera importante o Maranhão trabalhar o turismo na região dos Lençóis Maranhenses de forma integrada com seus vizinhos, quando tiraria proveito sozinho.

Na formalização do consórcio os três Estados concordaram em criar a Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS), com duração prevista de 12 anos para estruturar, planejar e executar as políticas de consolidação do turismo na rota Jeri-Delta-Lençóis.

Para manter a agência ficou acertado que os três Estados firmariam o contrato de rateio anualmente, pelo qual, desembolsariam mensalmente os recursos necessários para o funcionamento da ADRS.

O Portal AZ apurou que os governadores Cid Gomes e Wellington Dias demonstraram profunda irritação com a recusa da governadora maranhense em assinar o novo contrato de rateio 2009-2010 e decidiram que o Piauí e Ceará assumirão integramente essas despesas.
Para os operadores do turismo em Barreirinhas, no Maranhão, a atitude da governadora só os prejudica, considerando que eles são os grandes beneficiários do fluxo turístico que se estabeleceu ao longo da Rota das Emoções.

Neste sábado, em reunião no Porto das Barcas, em Parnaíba, o grupo interministerial criado pelo presidente Lula para elaborar o plano de desenvolvimento turístico do Meio Norte do Brasil, irá apresentar a conclusão de seus trabalhos.

O assunto relacionado ao rompimento da governadora maranhense com o consórcio da Rota das Emoções repercutiu no 37º Congresso da Associação Brasileira de Agentes de Turismo (Abav), no Rio de Janeiro.

Ouvidos pelo Portal AZ, alguns operadores de turismo consideram que tudo não passa de birra da governadora porque o tratado foi assinado por seu opositor, Jackson Lago, antes de ser cassado do governo.

Fonte: Portal AZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário