domingo, 10 de janeiro de 2010

O poeta das Periferias


Eu me arrependo de pouquíssimas coisas em minha vida inútil. Mas lembro que me arrependo de ter deixado de ir, por preguiça creio eu, ao que seria o melhor xou da minha vida. Refiro-me à apresentação do poeta GOG, em Brasília – DF, quando estive por lá para participar do 51º Congresso da UNE no ano passado (2009).
Perdi a oportunidade de ver e ouvir ao vivo e se mechendo esse, considerado por mim um dos maiores – senão o maior – poeta das periferias brasileiras, autor de grandes letras (verdadeiras poesias cantadas) acerca da realidade dos moradores das periferias deste país, posso citar aqui a belíssima Brasil com P.

Ouça e pense GOG.

Para conhecer mais sobre Genival Oliveira Gonçalves (o GOG), clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário