sábado, 24 de janeiro de 2009

Grafite vira ferramenta para conscientização ambiental

Publicado no Jornal Pequeno

Utilizar o grafite como instrumento de sensibilização e mobilização de jovens para questões sócio-ambientais em suas comunidades. Esse é o objetivo do projeto Grafiteiros Ecológicos, desenvolvido pela ONG Plan em São Luís, em parceria com a Associação Comunitária de Itaqui-Bacanga (Acib). Desenvolvido desde junho do ano passado, o programa promoverá no próximo sábado, dia 24, o 1° Encontro de Grafite Ecológico.
No evento, grupos de jovens das cinco comunidades de Itaqui-Bacanga que participam do projeto (Vila Embratel, Rio Grande, Vila Maranhão, Porto Grande e Rio dos Cachorros) terão de fazer um grafite sobre um tema específico ligado ao meio ambiente. O grupo que melhor expressar o tema proposto receberá como prêmio um kit de grafite. O encontro acontece durante todo o dia e deve reunir os cerca de 100 jovens que participam do programa hoje. O evento é aberto ao público, então será uma oportunidade também para que a comunidade conheça o trabalhado dos jovens grafiteiros.
"Como boa parte da população dessa área não tem o hábito de leitura, acreditamos que o grafite seja uma ótima ferramenta para conscientizarmos as pessoas sobre questões ambientais em suas próprias comunidades", avalia Regina Carvalho, promotora comunitária da Plan responsável pelo projeto. "Além disso, o grafite já começa a ser uma fonte de renda para esses jovens que estão se profissionalizando nessa arte", complementou. Segundo a coordenadora do Projeto na Acib, Hellen Castro, "o 1° Encontro de Grafite Ecológico é mais uma ferramenta de utilização de tintas em spray para transmitir idéias do visual urbano, intimamente ligadas à necessidade da preservação ambiental, desenhando assim, um futuro bem melhor para as comunidades".

Nenhum comentário:

Postar um comentário